Novo

Coleção Intrínsecos - Susan Não Quer Saber Do Amor - Lacrado

49 reales con 90 centavos

em 9x 5 reales con 54 centavos sem juros

Envio para todo o país

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Último disponível!

Devolução grátis

Você tem 30 dias a partir do recebimento do produto para devolvê-lo, não importa o motivo!

Garantia

Compra Garantida com o Mercado Pago

Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

Garantia da loja

Sem garantia

Características principais

Título do livroSusan não quer saber do amor
SérieColeção Intrínsecos
AutorSarah Haywood
IdiomaPortuguês
Editora do livroIntrínseca
Cor da capaRosa
Capa do livroDura
Tamanho da fontePadrão
Com índiceNão
Ano de publicação2021

Outras características

  • Quantidade de páginas: 336

  • Altura: 23.5 cm

  • Largura: 16 cm

  • Com páginas para colorir: Não

  • Com realidade aumentada: Não

  • Gênero do livro: Ficção Feminina

  • Subgêneros do livro: Livros de Comédia Romântica

  • Tipo de narração: Conto

  • Coleção do livro: Coleção Intrínsecos

  • Idade mínima recomendada: 16 anos

  • Idade máxima recomendada: 99 anos

  • ISBN: 9786555600728

Descrição

Reflexões sobre maternidade e tentativas frustradas de controle são tema desse romance de estreia que já tem adaptação confirmada pela Netflix, com Reese Witherspoon no papel principal

Susan passou boa parte da vida tentando se manter afastada das confusões que os sentimentos podem causar. Advogada por formação, optou por evitar o incômodo de lidar com os problemas dos outros e trabalha como analista de dados em Londres. Seu pequeno apartamento lhe parece ideal, pois atende a suas necessidades. E até mesmo sua vida amorosa, se é que se pode chamar assim, é cuidadosamente coreografada: em vez de namorar, ela mantém há anos um relacionamento sem qualquer envolvimento emocional, mas que lhe garante companhia e intimidade pelo menos uma vez por semana.

Quando a mãe de Susan morre e ela descobre que está grávida sem nunca ter cogitado a maternidade, o pior acontece. Susan começa a perder o controle.

Para desequilibrar de vez a equação, o testamento diz que a casa da família deve ser de seu irmão irresponsável, e, certa de que a mãe foi manipulada, ela decide levar o caso à justiça. No entanto, conforme o mundo organizado de Susan vai se desfazendo, um aliado improvável lhe mostra que, para abraçar essa nova vida, talvez seja preciso relaxar um pouco.

Ao mesmo tempo uma lufada de ar fresco e um abraço bem apertado, a obra de estreia de Sarah Haywood presenteia o leitor com uma personagem inesquecível, tão irritante quanto carismática. Com graça e leveza, Susan não quer saber do amor explora o eterno dilema: vale tentar controlar tudo mesmo sabendo que vai falhar?